Confira os artigos do blog
Qual a diferença entre resíduo e rejeito
31/03/2021

Qual a diferença entre resíduo e rejeito?

O cumprimento da legislação ambiental é fundamental no cuidado e respeito com o meio ambiente e colabora na percepção da responsabilidade socioambiental com os colaboradores. É importante você saber qual a diferença entre resíduo e rejeito na hora de fazer o descarte correto no aterro e executar as práticas ambientais com excelência. Confira neste artigo as diferenças e como descartar corretamente os materiais.

O que diz o PNRS

O Plano Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), que foi sancionada pela Lei 12305, de 2010, prevê a redução gradual da produção de resíduos com mudanças de hábitos e a crescente reciclagem e reutilização.

Além disso, o PNRS prioriza a destinação adequada de rejeitos de forma a evitar a contaminação dos recursos naturais disponíveis, como:

  • Solo;
  • Água;
  • Alimentos;
  • Etc.

Para isso, os lixões devem ser substituídos pelos aterros sanitários. Depois de falarmos mais sobre o que o Plano Nacional de Resíduos Sólidos nos diz, vamos entender a diferença entre resíduo e rejeito.

Qual a diferença entre resíduo e rejeito

Por mais que as palavras possam parecer sinônimos, cada uma tem um significado diferente e tem ações na natureza capazes de trazer sérias consequências a curto, médio e longo prazo.
Para saber como descartar corretamente cada um e dar o destino certo, descubra o que cada um deles quer dizer.

Resíduo

É tudo aquilo que sobra de um produto e que pode ser reaproveitado ou reciclado de alguma forma. Para isso, deve ser separado de acordo com a composição do qual é fabricado.
Possui valor econômico pois é reaproveitado por empresas, sejam elas cooperativas de reciclagem, indústrias e demais componentes da cadeia produtiva.

Podemos classificar como resíduo:

  • Embalagem;
  • Casca;
  • Peça;
  • Tecido;
  • Etc.

Os resíduos mais comuns são os que usamos nas regiões urbanas, advindos da atividade comercial e doméstica, o que varia de população para população e as condições socioeconômicas e de vida de cada região.

Fazem parte a matéria orgânica, papelão e papel, vidro, metal, plástico e outros.

Rejeito

Já o rejeito é aquele descartado e no qual não há nenhuma possibilidade de ter reciclagem, como o lixo do nosso banheiro. Por isso, é importante que se reduza ao máximo a sua produção.

Isso porque ele deve ser descartado em um aterro sanitário licenciado onde há a separação do material que pode ser reaproveitado e o material restante é descartado.

São exemplos de rejeito:

  • Fita crepe;
  • Rótulo de embalagem;
  • Fraldas;
  • Absorventes usados;
  • Etc.

Mais importante do que saber a diferença entre resíduo e rejeito, é garantir que a correta separação de resíduos e rejeitos dentro do ambiente de negócios possa ser feita com excelência, de forma a cumprir a legislação ambiental.

Para estar de acordo com a lei, conte com toda a assistência especializada da WS Consultoria Ambiental.

Faça o planejamento ambiental com a WS Consultoria Ambiental

A WS Consultoria Ambiental atende há mais de 10 anos e foca na construção de um sistema integrado ambiental específico para sua empresa. Com esse sistema, sua empresa terá todas as ações listadas e como gerenciar as questões ambientais no seu ambiente de trabalho.

Com uma equipe multidisciplinar, treinada constantemente e atualizada com os parâmetros internacionais de sustentabilidade, proporcionamos a integração das soluções de gestão e meio ambiente do seu negócio, respeitando as normas e Leis Ambientais internacionais e nacionais.

Entender a diferença entre resíduo e rejeito é importante no entendimento do planejamento ambiental da sua empresa e o descarte correto no aterro.

Por isso, acesse o nosso site e conheça o trabalho da WS Consultoria Ambiental na adequação do negócio com as leis vigentes.

 

Precisa de uma licença ambiental?

Fale com um de nossos consultores!

Entre em contato